domingo, 10 de julho de 2011

um lugar, um sorriso, uma vontade.
as vezes é só disso que eu preciso, baby.
tudo o que é necessário para me fazer feliz.
e se pra você também for o que importar, 
então vamos juntos.
me dá a mão agora. sinta o vento.
sinto o vento chamando os nossos nomes e os nossos corações.
porque a alma está morrendo de vontade de responder, e de correr.
louca e sem medo por todos esses luares, todos esses lugares
tão conhecidos nossos.
e então vai transbordar tudo o que se guardou até agora.
uma linda dança das náiades e dríades e todas as ninfas.
e tudo então ficará como deveria, em seu devido lugar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário